As aventuras de um casal recém casado e da sua cocker terrorista!


terça-feira, setembro 04, 2007

"Não temos cão"

Já lá vão 4 dias, vamos a meio caminho desta nova vida "sem cão". Segundo a veterinária durante 8 dias temos de nos mentalizar que não temos um animal cá em casa, ou seja, não podemos olhar para ela, tocar-lhe, passeá-la...NADA (a não ser dar-lhe de comer...é claro!). Nem que ela salte para cima de nós e nos cubra de "beijos" (como tem feito todos os dias)... Só temos de pensar... "Não há cão! Não há cão!"

Tudo isto para que na próxima semana ela esteja mais atenta aquilo que lhe temos para ensinar.

Para já ela tenta chamar a atenção, está mais "triste" e deambula pela casa. É claro que quando saímos ainda continua a ladrar 3 ou 4 horas seguidas...
:: posted by Fis, 9:11 da tarde

4

E as visitas podem dar-lhe atenção??
Tadinha.
... se resultar avisa...
:)
Blogger Nani, at 12:06 da manhã  
:)
Blogger Fitinha Azul, at 5:16 da tarde  
Vou privatizar o blog. Se quiseres continuar a ler-me manda um mail para yubichinho@gmail.com.

Beijocas
Blogger Carla Yu, at 2:19 da tarde  
Desculpa a opinião, mas falo por ter passado pelo mesmo. Não questionando a credebilidade da vet. mas pondo sim em causa o bem estar da vossa menina. Ela está INFELIZ e isso não vai passar principalmente se continuarem a ignora-la... Imagina uma criança estrangeira em vossa casa, que não entende nada que lhe dizem, que tenta a todo custo mostrar que vos ama e que só quer amor e carinho e voçes em troca ignoram-na.... Não soa lá muito bem pois não?..
Não sei se és do porto, mas existe uma escola de treinos fantastica em leça do balio. A pagina da net é cicnorte.no.sapo.pt Lá tem o nº do treinador, o Rui é com ele que tem que falar e dizer qual o problema. O treinador é muito fixe, e gosta de animais, e é contra os maus tratos. Pelo amor que tens a ela deixem de a ignorar... Comigo resultou e tenho uma amiga que anda a treinar lá as duas cadelas( grandes e novinhas) dela que ficam num apartamento sem varanda e está super contente, e as "meninas" felizes. Não a ignorem... Ela é uma criança estrangeira e será sempre, só que mais triste...
Boa sorte para voçes e para ela, e desculpem o desabafo. Mas tentem...
Beijinhos
Sandra
Anonymous Anónimo, at 5:12 da tarde  

Manda uma estreloca